Skip to content

Quer ajudar? Leia isto.

18/08/2011

Caros, desde a publicação dos vídeos tenho recebido diversas mensagens de apoio e de pessoas que querem ser úteis neste trabalho.

O que tenho a dizer pra todos os que se sensibilizaram é que eu não tenho estrutura pra canalizar toda essa força oferecida. Este é um trabalho feito “na tora”, por poucos indivíduos que se destinaram a lutar por algo que acreditam e, certos de possuirmos razão no que fazemos, estamos conquistando algumas mudanças. Somos pessoas sem contatos “importantes”, sem financiamento. Se por um lado isso dificultou nossa luta, por outro favoreceu, pois temos autonomia sobre nossas ações.

Este trabalho sempre terá essa prerrogativa, a de que estes vídeos não são  produtos pra serem comercializados e sim frutos de vivência e atitude, canalizada com um objetivo: obter o reconhecimento dos artesãos nômades (“hippies” ou malucos de estrada) como protagonistas de uma expressão cultural brasileira e singular, que possuem modos de expressão, visão de mundo e códigos de valores particulares, e que devem ser respeitados. Por isto, temos duas linhas de trabalho: a denúncia, representada pelo material que já esta sendo veiculado e o inventário, uma longa pesquisa que ainda estamos realizando, onde buscamos expressar o universo que permeia esta cultura, que ainda será disponibilizado, aos poucos…

Óbvio que precisamos de toda a ajuda possível, porém, como disse antes, não temos condições logísticas de canalizar estas forças.

Neste sentido, tenho algo a dizer a todos, se querem realmente ajudar este trabalho: se empoderem da sociedade que querem construir!

Olhemos ao seu redor e veremos que estamos cercados de situações injustas, violentas ou inconstitucionais; acontece todo dia. No nosso país, na nossa cidade, na nossa rua, porque não dizer na nossa casa. Tenhamos atitude. A democracia representativa, na minha opinião, é uma mentira, ela não é uma democracia de fato. Repassar a outra pessoa o nosso direito e o nosso dever de interferir na sociedade é nos aleijar de nossas responsabilidades. Busquemos nossa autonomia, construamos nosso futuro no presente, não dependamos dos outros pra fazer as mudanças, eles não estão interessados em nós.

Como todos percebem, este trabalho não trata só dos artesãos, tem a ver com arte, politica, empoderamento, espaço público, violência, liberdade de expressão, diversidade cultural, democracia e crime institucionalizado, e outros tantos temas…Cativados por estes vídeos, muitos estão se posicionando: usemos esta força de indignação para revolucionar nossas realidades.

Talvez muitos de vocês não possam fazer nada sobre este tema especifico, não se frustem, busquem achar onde possam agir, existe muita coisa pra se resolver.

Nosso modelo econômico e social está falido, não é difícil perceber. E você, vai fazer o que? Acordar e sorrir para uma cidade cinza? Mais um dia de liberdade dentro de um curral? Se ao menos estivéssemos seguindo modelos ditados por nós, mas não é assim, estamos todos sujeitos à lógica do mercado. Isto dita nossa mídia, nossa economia, nossos hábitos, mas não somos nós, são eles, os que estão no poder.

Não se resuma a ser uma “engrenagem funcional” que sustenta uma realidade que está condenada. Se empodere da sociedade que você deseja. Ela pode acontecer.

Quanto ao atual momento dos artesãos, a praça Sete continua sitiada, nossos irmãos resistem em Belo Horizonte. Permanecem no local, com sua arte guardada dentro das mochilas. Eles não tem escolha, é a liberdade deles que está em jogo. Até quando isso vai durar eu não sei…

Precisamos que entendam que o artesão nômade é o protagonista de uma expressão cultural brasileira. Não é apenas caracterizado pela sua profissão, mas por um complexo e singular universo cultural, que precisa ser conhecido, respeitado e levado em consideração numa futura regulamentação de sua atividade. Mas para isso é necessário que um inventário acerca desta cultura seja feito e já estamos nesse processo. Já percorremos 8 estados, com uma câmera na mão e mochila nas costas, recolhendo depoimentos e filmando as historias de diversos artesãos.

Mas ainda falta muito. Uma sugestão que chegou foi a de utilizarmos algumas plataformas colaborativas como o catarse.me , estamos pensando nisso, seria uma forma de poder financiar o trabalho sem ter que nos submeter a empresas ou instituições. Em breve daremos noticias sobre isso!

No mais, temos uma carência de hd´s externos, semana passada tive de deletar arquivos de média importância para poder arquivar outras coisas. Fico indignado com isto, não queria perder nada. Se alguém tem um hd velho em casa, manda pra gente!

Anúncios

From → Sem categoria

25 Comentários
  1. vinicius permalink

    Olá Rafael, tudo bom?
    Lindo o trabalho que vocês estão fazendo, boa sorte com tudo, vou procurar, mas acho que tenho um HD sobrando, se tiver mesmo irei de mandar.
    Gostaria de saber se os presos nesses capítulos ja foram soltos e qual o estado deles.
    Parabéns de novo

    • Rafael permalink

      Olá Vinicius,

      sim, os artesãos foram soltos e os videos dos eventos estão sendo utilizados em suas defesas, pois eles comprovam que a agressão parte dos fiscais.
      No entanto estão todos na praça Sete, ainda cercados pela policia e fiscalização. Eles não podem expor sua arte e também não irão embora.
      Uma das secretarias da prefeitura já encaminhou um oficio pedindo o fim do Sitiamento, mas até agora não foi atendido.

      Mano, sobre o hd, se rolar agradecemos muito!

      Abraços pra ti.

  2. ola rafael, adorei seu texto e sei realmente q vc nao tem como ter uma logistica disso. Eu me interessei por, ha algum tempo, fazer materias com artistas circenses que ganham a vida nos sinais e sofrem com alguns problemas tbm. Como disse, sou estudante. tenho realmente um interesse em contribuir, mesmo que precariamente. Abraço.

    • Rafael permalink

      Olá Camila, além de artesão eu sou malabarista também, aqui você pode ver uma entrevista recente sobre este tema: http://www.youtube.com/watch?v=CgUHY0DA_e0
      Felizmente nos sinais eu nunca tive problema.

      Sobre contribuir, é aquilo que eu disse na minha ultima postagem, eu não sei direcionar esta ajuda. Se empodere, se achar um espaço que possa contribuir estaremos abertos.

  3. Nelson Góes permalink

    Camarada, posso tentar fazer alguns vídeos aqui em Fortaleza? Sempre que viajo me deparo com essa cultura. Não vai ser difícil achar uma galera alguém por aqui. Talvez não maneje bem a câmera como você, mas se vislumbrar algo nesse sentido, posso tentar apoiar.

    Mais sorte no HD.

    • Rafael permalink

      Olá Nelson, eu gostaria de poder articular um coletivo a nível nacional para retratar a realidade dos artesãos. Mas tem uma questão q é bem complicada. Um dos motivos que até hoje ninguém viu um material de video ou fotos sobre os artesãos é porque eles não costumam deixar que façam isso. Os motivos são muitos, mas o principal é não banalizar a história de quem está na estrada.

      Acho que você pode tentar essa iniciativa, mas lhe aviso, não será fácil. Eu tenho essa liberdade primeiro porque eu sou da estrada e muitos deles me conhecem do tempo que eu viajava. Segundo, eu tenho um compromisso de não veicular tudo, algumas coisas eu não posso mostrar. Então é uma questão de confiança e construção, acho muito dificil conseguir isto, por melhor que seja as suas intenções.

      Mas não custa tentar.

    • Rafael permalink

      Só reforçando uma coisa Nelson, eu não tenho autonomia pra lhe autorizar ou não à fazer algo. Mas sinta-se a vontade para tomar sua iniciativa

      • Nelson Góes permalink

        Parceiro, certamente não será uma coisa simples e nem tenho interesse em divulgar nada. Sou muito amador em vídeo, edição nem pensar, todo e qualquer material recolhido, caso haja algum, seria enviado para o movimento.
        Gosto muito de viajar, quando era solteiro sempre tive a oportunidade de conhecer alguns desses artistas nômades. Imagino que bater um papo e fazer um vídeo seja um salto tremendo, mas não custa tentar.
        Se puder me passar um e-mail de contato do blog ou outro de sua preferência, poderíamos entrar em mais detalhes que seriam desinteressantes aqui no comentário.
        É a defesa pelo estado democrático de direito.
        Grande abraço

  4. Tito e Paloma permalink

    A gente tem como mandar hd’s novos… Como fazemos para entrar em contato?

    Nosso nome: Tito e Paloma
    Email – titobasilio@yahoo.com.br ou palomassantos@gmail.com
    Cidade Aracaju – SE

    Abraços.

    • Rafael permalink

      Pessoal, fantástica noticia, vou entrar em contato por e.mail com vocês.

      Muito grato!

  5. Quando lembro de um tempo não muito distante ou ate mesmo no presente- passado de quantos ditos “hippies”ja encontrei pelos caminhos de meu Deus e de como fui tratada com carinho e respeito só de pensar que já dividimos comida e fizemos “rangos” juntos, só de pensar quantos artistas de diferentes lugares do mundo conheci e tive orgulho de conhecerlos, seres humanos vividos dotados de dom artístico,quanta prata vi virar arte nas mãos de homens bons que escolheram o desapego e viajar pelo mundo na paz como filosofia de vida, quantas pessoas meu Deus ditos “Hippies” ja me deram a mão e me ensinaram muito da vida e até mesmo da palavra do Senhor,ver isso aqui me deu raiva, nojo, tristeza em ver como os seres humanos ainda julgam, generalizam e maltratam uns aos outros por simplesmente acharem, um absurdo que me deixa descontente com a sociedade que valoriza somente aqueles que apresentam uma aparência e filosofia de vida que seja “aceitavel” para quem?

  6. Rogério Tomaz Jr. permalink

    Rafael, sensacional o vídeo, um tapa na cara do preconceito e da postura escrota de certos/as jornalistas. Publiquei no meu blog e espalhei por todas as redes nas quais estou. Vou ficar de olho pra publicar o que mais rolar.
    Abrs e parabéns!

    • Rafael permalink

      Agradecido por compartilhar mano…To correndo pra editar outros videos, como o da Audiência Pública que rolou na semana passada, to tendo uns problemas com o pc, mas acho q até domingo vou postar…
      Abraços pra ti!

  7. Luciano Jorge de Jesus permalink

    Oi Rafael,

    Estive ontem na praça 7 (até comprei um bracelete) e conversando com um artesão tive uma noção maior do que está acontecendo na praça.

    Estou reativando meu blog pra tentar contribuir.

    Luta que segue…

    Grande Abraço.

  8. Vei não precisa utiliza HD, existem sites que guardam arquivos virtuamente assim que necessario vc pode fazer o dawload, basta upa la.

    O 4sahared.com é um deles que vc pode usar sem medo de perder arquivos.

    • Rafael permalink

      Saul, ja me falaram sobre isso, inclusive sobre esse negocio de “nuvem”….Mas cada 10 minutos de gravação na minha câmera geram 4 gigas de informação…Até agora, entre denuncia e inventario temos 1 tera e 500 gigas de arquivo. Eu não tenho internet em casa, seria impossivel fazer isso de uma lan house. E de todo modo, não confio muito na “rede”, acho ela muito fragil, não conseguiria ficar tranquilo com estes arquivos num local tão abstrato.

      Mas agradeço o toque.
      Abraços.

  9. ops é 4shared.com

  10. Caro Rafael, belíssimo trabalho informativo e reflexivo que estou ajudando a divulgar em meu blog. Em função de seu trabalho fiz um texto e publiquei junto ao seu vídeo.

    Dá um confere e vamos estreitar nossos caminhos.
    Forte abraço!
    Irlan Farias

    http://schizobehavior.blogspot.com/2011/08/estigma-loucura-nao-psiquiatrizada.html

    http://facebook.com/irlanfarias

  11. Virna permalink

    Rafael:
    Acabei de ver o vídeo sobre o autoritarismo dos fiscais e da polícia na Praça Sete, em BH. Parabéns pelo trabalho! O vídeo é lindo e a denúncia é de extrema importância. Esta é mais uma faceta de uma política horrorosa, política esta apoiada por uma imprensa suja e irresponsável.
    Encaminhei o link para algumas pessoas da minha lista de emails, para tentar ajudar na divulgação do problema.
    Parabéns mais uma vez pelo trabalho! Faz toda a diferença!! Obrigada!
    Abraço,
    Virna

  12. lia permalink

    Olá gostaria de deixar registrado tb minha indignaçao contra essa politica podre e de certa parte da mídia que em vez de agregar valores só ridicularizam o trabalho honrroso dos artistas; que julgam sem saber da dificuldade que é estar nas ruas sem ter seu espaço,correr dos fiscais e ter seus pertences pessoais apreendidos e ainda serem chamados de marginais.Eu sim posso dizer com muito orgulho sou mulher de maluco e o sustento do nosso filho é suo do trabalho artesanal sei bem como é doloroso ver o nosso “leite” ser destruido em praça pública sem a menor compaixão.Mas agora com apoio da defensoria pública esperamos um futuro melhor!E pessoas de atitude como vc rafael que é tão respeitado em os malucos é capaz lutar pelo nossos ideias.Não sei se ajuda mas todos os links a respeito posto no facebook para atingir as pessoas que não tem idéia de como é penosa a jornada….E sobre a audiência ira publicar? abraços…

    • Rafael permalink

      Olá Lia, grato por suas palavras. As coisas já estão mudando, o processo é lento pois o inimigo é enorme. Mas temos a razão ao nosso lado e ninguém pode contra ela, se existe perseverança é claro.

      Sobre a audiência…poxa, to tentando demais aqui, mas meu pc não processa mais os videos que minha camera geram, tudo trava na hora de renderizar…To esperando um broder que vai emprestar uma ilha de edição…To nessa dependência…

      Assim que rolar eu lhe envio um e.mail avisando…

      Abraços pra ti!

  13. Rafael, somente hoje vi o vídeo. Não sei se você e/ou colegas/equipe são jornalistas, mas talvez eu possa ajudar com esta informação.

    Você já ouviu dizer de crowdfunding voltado para jornalistas que querem fazer suas matérias com seu estilo, sua pauta, sem ter que adaptar o material à edição do empregador?

    Vocês pensam em cada vez mais divulgar esta realidade para um público cada vez maior, a fim de provocarem mudanças efetivas?

    Dá uma olhada neste link:

    http://crowdfundingbr.com.br/post/5580788997/sete-exemplos-para-entender-os-efeitos-do-crowdfunding

    Qualquer dúvida, posso ajudar.

    Abraços,

    Mariana

  14. Ola’, Rafael!

    HDs vou ver o que posso conseguir.

    Agora ce’ fala ai’ do seu PC. Se precisar, posso ajudar com assistEncia tEcnica. Esse lance dele estar travando.

    Entre em contato:
    bugasenra@gmail.com
    ou
    http://www.kangurutecnologia.com.br

    Abrs,

    Buga.

    • Rafael permalink

      Olá Buga, grato pela força. Atualmente estou em pernambuco, consultei um pessoal aqui e me disseram que o problema é falta de memoria ram e falta de uma placa de video. Não chega a ser um defeito tecnico, é mais o equipamento que não comporta mesmo, mas tem um broder que vai me emprestar uma ilha pra editar, to no aguardo.

      Abraços e grato.

  15. Acabei de ver todos os seus vídeos, e estou completamente sem palavras. Em primeiro lugar, por saber o quão brutal é o que ocorre, e mesmo assim não ter nem 1/3 da noção real, e também por saber que temos pessoas que tem a coragem que você tem. Eu, acredito que em nome de todos aqueles que apoiam a causa, preciso te agradecer da maneira mais visceral possível, mas infelizmente, só tenho as seguintes palavras: MUITO OBRIGADO!

    Se for possível, entre em contato comigo para que eu saiba pra onde encaminhar o HD.

    Email: math.ferreria.blog@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: